Com o objetivo de refletir sobre os desafios e dificuldades enfrentados pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA) de Palmeira dos Índios, articuladores do Projeto Eco Vivência, se reuniram com representantes de entidades da sociedade civil que possuem assento no CMDCA. A reunião aconteceu na primeira semana de abril, em Palmeira dos Índios (AL).

O Projeto Eco Vivência é uma iniciativa do Programa Infância, Adolescência e Juventude (PIAJ), desenvolvido pela Cáritas Regional NE2, através de parceria com a Cáritas Diocesana de Palmeira dos Índios. Para o coordenador do Projeto, Jefferson Souza, a reunião contribuiu para sensibilizar os conselheiros sobre a necessidade de que cada entidade membro do CMDCA seja assídua, atuante e efetiva no acompanhamento das ações.

“A ideia é reforçar o propósito da defesa e promoção dos direitos, bem como efetivar a atuação do grupo de conselheiros no controle dos recursos e políticas públicas para crianças e adolescentes de Palmeira dos Índios”, explicou Jefferson Souza.

Participaram da reunião representantes do Lar da Criança, do Movimento Pró-Desenvolvimento Comunitário (MPDC), da Pastoral da Criança, Igreja Evangélica Quadrangular, Fundação de Amparo ao Menor (FUNDANOR) e da Rede Cáritas NE2.

Por Jefferson Souza, pedagogo, articulador do Programa Infância, Adolescência e Juventude – PIAJ em Palmeira dos Índios e coordenador do Projeto Eco Vivência.

Edição: Assessoria de Comunicação Cáritas NE2

No related posts.