A 5ª Conferência das Cidades de Palmeira dos Índios reuniu no Instituto Federal de Alagoas diversos setores da sociedade no dia 04 de junho. Na pauta foram discutidas soluções para as áreas de transporte e mobilidade urbana, saneamento, habitação e planejamento urbano.

O tema do encontro é “Quem muda a cidade somos nós: reforma urbana já”, que foi discutido por secretários municipais, vereadores, a população e  organizações não governamentais, entre elas a Cáritas Diocesana de Palmeira dos Índios. 

Todo debate da Conferência foi norteado por quatro eixos principais: Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano (SNDU); Fundo Nacional de Desenvolvimento Urbano (FNDU); Instrumentos e Políticas de Integração Intersetorial e Territorial; Políticas de Incentivos à Implantação de Instrumentos de Promoção da Função Social da Propriedade.

O Ministério das Cidades tem realizado desde 2003 uma série de discussões sobre o problema do desenvolvimento desordenado das cidades. Com o objetivo de atuar no enfrentamento à ação não planejada da área urbana, o Ministério conta com a participação da população na indicação de proposições e no controle social das implementações que visem à construção de uma cidade que ofereça melhores condições de convivência e urbanidade.

 Encaminhamentos: Da conferência municipal saíram os nomes dos delegados que encaminharão as propostas para a etapa estadual que acontecerá no mês de agosto. Na ocasião, também foram pontuadas algumas prioridades que deverão ser trabalhadas pela gestão municipal, como, por exemplo, a criação do Conselho de Desenvolvimento Urbano.

O articulador do Programa Infância, Adolescência e Juventude (PIAJ), Jefferson Souza, destacou a importância da participação da Cáritas na 5ª Conferência. “É muito importante contribuir nas discussões, sobretudo no sentido de possibilitar para as crianças e adolescentes condições dignas para o desenvolvimento social, intelectual e humano”, disse.

As ações do PIAJ são desenvolvidas pela Cáritas Diocesana de Palmeira dos Índios, através de uma parceira com a Cáritas Brasileira Regional NE2.

Por Jefferson Souza – pedagogo e articulador do PIAJ em Palmeira dos Índios/AL.

No related posts.