O secretário da Cáritas Brasileira Regional Nordeste 2, Ângelo Zanré, participou, na última terça-feira (25/02), no auditório do Hotel Estação Cruzeiro, em Pesqueira, do lançamento da Proposta Metodológica de Construção dos Planos Municipais de Convivência com o Semiárido do Agreste Pernambucano.

A proposta inicial é que este acompanhamento seja realizado com os municípios de Alagoinha, Arcoverde, Caetés, Iati, Jupi, Pedra, Pesqueira, Poção, Sanharó, São Bento do Una, Venturosa e Garanhuns, que já começaram os debates em torno da construção dos planos municipais de convivência com o Semiárido. Para que isso aconteça de forma articulada, foram formadas duplas, que serão responsáveis por acompanhar dois municípios.

Os agentes Cáritas Edimílson Paulino e Flavianeide Pereira, que são coordenadores técnicos do Programa Uma Terra e Duas Águas, com patrocínio da Petrobras e o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, respectivamente, ficaram responsáveis pela assessoria aos municípios de Caetés e Jupi.

De acordo com Zanré, esta é uma oportunidade para que as questões que envolvem a convivência com o Semiárido e a economia popular solidária sejam reafirmadas e possam ser trabalhadas em conjunto, uma vez que este diálogo está sendo construído.

Agentes Cáritas na construção dos Planos Municipais de Convivência com o Semiárido do Agreste Pernambucano.

por Lidiane Santos | Comunicadora Popular Cáritas NE2 (P1+2)

No related posts.