A Cáritas Diocesana de Pesqueira lançou na última quinta (19), dia de Corpus Christi, a Campanha “Uma Família Humana, Pão e Justiça para todas as Pessoas”. Os preparativos tiveram início pela manhã com a construção do tradicional tapete.

Os tapetes tradicionais em todo país, são confeccionados para a passagem da procissão com o Santíssimo Sacramento. Essa tradição surgiu em Portugal e veio ao Brasil com os colonizadores, e os principais desenhos utilizados remetem ao tema Eucaristia.

Em Pesqueira, a tradição de confecção do tapete é realizada há mais de duas décadas e na Cáritas Diocesana há sete anos. Aonde centenas de fiéis acordam cedo, levando materiais diversos entre eles: serragem, tintas coloridas e cal. O tema escolhido pela instituição, este ano, foi a logomarca da Campanha “Uma família humana, pão e justiça para todas as pessoas”, elaborada por toda a equipe Cáritas durante toda a manhã.

“Há três anos eu risco a arte no asfalto para a confecção do tapete da Cáritas . É uma emoção muito grande. O resultado é sempre lindo , mas este ano, ficou mais bonitos que nos anteriores”, declarou Heloiza Araújo, técnica de campo.

No período da tarde, na Matriz Cristo Rei foi celebrada a missa campal presidida pelo Bispo Diocesano Dom José Luiz que na celebração ressaltou a importância e o viver a Eucaristia em nosso dia a dia. Logo após, os fiéis seguiram em procissão pelas principais ruas da cidade em direção a Catedral de Santa Águeda. Durante o cortejo, foram realizadas duas paradas.

A primeira, em frente à Sede Cáritas, onde a Secretária Executiva, Neilda Pereira, lançou oficialmente a campanha que tem o propósito de sensibilizar e mobilizar a Igreja e sociedade diante à realidade da fome e desigualdades vividas pelo mundo e inclusive no Brasil.

“A Caritas tem a marca da solidariedade no nome e em sua história. E é nesse sentido que queremos promover essa campanha aqui em Pesqueira. É uma realidade que não está distante de nós. É inadmissível que ainda tenha gente com fome por falta de partilha e amor ao próximo. Então, diante de Jesus Eucarístico, a Cáaritas Diocesana vem apelar para cada um de nós a vivência do Evangelho, a propagação do amor e que nenhum irmão ou irmã sofra por falta de algo para comer. Hoje, queremos ecoar este grito de alerta: pão e justiça para todas as pessoas. Que este grito chegue as paróquias, as associações, aos nossos corações”, falou Neilda.

A segunda parada em frente a Igreja Mãe dos Homens, todos ouviram o testemunho do Sr. Geraldo de Souza, coordenador da Arca da Aliança, que relatou seu trabalho de solidariedade junto aos mais pobres. ´´Realizo distribuição de comida aos necessitados há mais de dez anos. Além do alimento material, que muitas vezes é incerto, procuramos servir o alimento para a alma também. A palavra de Deus faz parte do nosso cardápio diário, e é ela que nos dá força e coragem para continuarmos na missão”, afirmou emocionado Sr Geraldo.

Por fim a procissão seguiu até a Catedral, onde o Bispo concluiu a celebração Eucarística com a Bênção do Santíssimo Sacramento.

“Diante de tanto sofrimento, de tanta miséria, de tanta fome no mundo, o Papa Francisco desafiou a rede Cáritas para promover em todo o mundo a campanha de erradicação da fome e desigualdades sociais. E aqui em Pesqueira a Diocese também abraçou a ideia, vamos começar a partir de hoje, no dia a dia, em nossa casa, em nossa comunidade , com um gesto simples como não desperdiçando alimentos durante as refeições ”, finalizou o bispo.

por Núcleo de Comunicação Cáritas Diocesana de Pesqueira

 

No related posts.