A Cáritas Brasileira Regional Nordeste 2 (PE, AL, PB e RN) realizou, entre os dias 24 e 26 deste mês, no Centro Social da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape), em Garanhuns (PE), o “Encontro de Monitoramento e Avaliação do Planejamento Operacional Anual (POA)”.

Organizados em grupos e de acordo com o estado em que atuam, os agentes Cáritas, que fazem parte do Secretariado Regional e das Entidades Membro, tiveram a oportunidade de olhar para o primeiro semestre deste ano e destacar as contribuições dos trabalhos para a sociedade civil. Com o destaque para a mobilização que gera inclusão social, tanto no aspecto da convivência com o Semiárido quanto na defesa de crianças e adolescentes, assim como outras linhas de ação da Cáritas, foi formada uma flor de mandala, construídas à várias mãos.

Em seguida, foi feito um carrossel de discussão sobre o ato de planejar, onde foi possível que um grupo interagisse com os outros, através do revezamento de integrantes. Na sequência, foi apresentada a Cartilha sobre Planejamento, Monitoramento, Avaliação e Sistematização (PMAS), elaborada pelo Secretariado Nacional, que possui a metodologia de gestão orientada e seguida pela Cáritas Brasileira.

Depois de refletir sobre os avanços, dificuldades e desafios, o segundo dia de atividades teve como proposta convidar os participantes a vislumbrar o próximo semestre, a partir da integração das três prioridades trabalhadas pela Cáritas na perspectiva da construção do Desenvolvimento Solidário Sustentável e Territorial, explicou Glauco Filho, um dos facilitadores do encontro e coordenador das ações do Programa Infância, Adolescência e Juventude – PIAJ – no Regional NE2.

De acordo com o secretário regional da Cáritas NE2, Ângelo Zanré, houve uma representação significativa de 13 entidades membro, das 16 entidades que estão ligadas ao regional, participando do POA 2014.

“Considero que a avaliação semestral foi bem estruturada e permitiu detectar os avanços, dificuldades e perspectivas do trabalho desenvolvido no Regional NE2. Quero destacar também o bom entrosamento entre os participantes do secretariado regional e entidades membro, ou seja, uma maior aproximação”, disse.

Ainda segundo Zanré, outro destaque foi à participação do bispo de referência do regional, Dom Eraldo Bispo da Silva, que acompanhou o encontro e se mostrou sensível ao trabalho da Cáritas e bem disposto a contribuir com a missão da instituição.

Na ocasião, Dom Eraldo ressaltou a importância de resgatar a mística e espiritualidade durante os encontros com os agentes Cáritas, bem como na vivência do dia-a-dia com as pessoas que são acompanhadas pela Cáritas.

A assessora de Direitos Humanos da Cáritas Brasileira Secretariado Nacional, Alessandra Miranda, também participou do encontro. Na ocasião, Alessandra exibiu o vídeo da campanha mundial: Uma família humana, pão e justiça para todas as pessoas, e dialogou com os agentes Cáritas sobre a importância da divulgação da campanha e a realização das rodas de conversas e debates nas entidades membro, paróquias, comunidades, famílias, entre outros. Também foi apresentado o instrumento para construção de mapas sobre a fome, pobreza e direitos no Brasil.

Secretariado e Conselho Regional – Durante o encontro, ocorreu também a Reunião do Secretariado Regional, que foi marcada pela apresentação dos novos agentes Cáritas e a proposta de pesquisa institucional, elaborado pelo assessor das ações de segurança alimentar e nutricional do Regional NE2, Victor Hugo Balladares, que contempla 15 enfoques voltados para a organização, entre eles: espiritualidade, gestão, lideranças, projetos, recursos humanos, entre outros.

Na ocasião, os membros do conselho regional, além das representações das comissões e grupos de trabalhos aproveitaram o espaço e também se reuniram com o propósito de discutir assuntos relacionados à  agenda de atividades proposta para o segundo semestre.

Por Lidiane Santos, comunicadora popular P1+2, Cáritas NE2 e Kilma Ferreira, assessora de comunicação, Cáritas NE2.

 

No related posts.