A Cáritas Diocesana de Pesqueira realizou de 10 a 12 de setembro, um intercâmbio interestadual com 34 agricultores e agricultoras para Unidade de Produção Familiar (UPF) em Umarizal, no Rio Grande do Norte. Participaram da troca 17 agricultores/as de Itaíba e 17 de Lajedo, todos beneficiários do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2).

 Os participantes visitaram a propriedade de Seu Neto da Caiçara, agricultor com 17 anos de experiência, e desses, cinco, de intercâmbio em todo o nordeste. Na propriedade, foram encontradas várias tecnologias em segurança hídrica como a barragem subterrânea, que nas épocas de cheias produz arroz em sua margem. Seu pomar bastante diversificado é abastecido por um sistema de micro aspersão e foi desenvolvido por Seu Neto. A tecnologia é simples, são alguns furos na mangueira que servem para economizar a água dos cacimbões.

Segurança nutricional é outro ponto forte na propriedade. Seu Neto utiliza cobertura morta, biofertilizante retirado do seu biodigestor, e húmus produzido no minhocário para produção de alimentos. Outros princípios agroecológicos também estão na propriedade como produção de inseticidas e defensivos naturais, cultivo de plantas para alimentação animal como a leucena, glicerídia, moringa, nim entre outras, além de uma enorme variedade em plantas medicinais. “Somos todos capazes de produzir alimentos saudáveis, sem uso do veneno e ainda sim, gerar renda e obter novos ganhos. O semiárido não é problema o que dificulta é o comodismo”, afirmou Seu Neto.

Os intercambistas puderam conhecer uma raridade no cultivo de cana de açúcar. Um engenho de tração animal com mais de 130 anos, que pertencia ao bisavô do pai de Seu Neto. Diversas tentativas de reativação do engenho, já foram feitas, mas sem sucesso até o momento.“Não perco a esperança em ver moer cana no engenho novamente. Assim que tiver condições de cultivo, investirei fortemente no plantio de cana, dessa vez as margens da barragem subterrânea ”, declara.

 A propriedade é referência em agroecologia no Nordeste, mesmo com o município de Umarizal enfrentando uma longa estiagem a mais de 4 anos.

           

Por Damião Souza, técnico de Campo da Cáritas Diocesana de Pesqueira/Regional NE2

 

No related posts.