Este ano, o dia Internacional da Mulher, para a Rede Cáritas, será uma data para reconhecer e homenagear “Mulheres Semeadoras de Desenvolvimento”. Uma cerimônia que acontecerá no dia 08 de março, na Casina Pio IV (Vaticano), será o momento de premiar duas experiências de mulheres que trabalham com ações alternativas de enfrentamento da insegurança alimentar em suas comunidades.

 “A Cáritas reverencia as mulheres que têm assumido para si a construção de alternativas contra a fome e a pobreza. O prêmio dá visibilidade a essas ações e experiências, tanto produtos da Rede Caritas quanto de entidades parceiras”, explica Cristina dos Anjos, diretora-executiva da Cáritas Brasileira.

 Cristina participará da cerimônia ao lado de Michel Roy, Secretário Geral da Caritas Internationalis, na entrega da premiação, que teve contribuição do Brasil na construção da proposta. “É uma honra fazer parte desse momento de reconhecimento de algumas experiências exitosas realizadas por mulheres como parte das ações da Campanha Mundial. As práticas selecionadas representam tantas outras que, anonimamente, são realizadas em várias regiões do mundo por diferentes grupos de mulheres”, declara a diretora nacional.

 Em todo o mundo, foram 21 experiências indicadas ao prêmio. Do Brasil, foram duas: As Quebradeiras de Coco Babaçu (Piauí) e Padaria Comunitária Área Indígena Votouro (Rio Grande do Sul).

 “Mulheres Semeadoras de Desenvolvimento” é uma homenagem que faz parte da iniciativa “Vozes da Fé”, que homenageia mulheres que trabalham no enfrentamento à fome. Serão dois prêmios no valor de € 10.000 (aproximadamente R$ 32.500), cada. Um deles é destinado a programas executados por organizações da Cáritas. O outro a organizações parceiras.

 Os dois grupos vencedores foram anunciados, nesta quinta-feira (05), numa conferência de imprensa com a presença de um refugiado sírio e duas mulheres nicaraguenses agricultoras. Essas pessoas receberão a premiação no evento do dia 08 de março.

 Os grupos premiados são:

 Para o projeto Caritas, o prêmio será concedido a Caritas Nicarágua para o empoderamento das mulheres rurais a produzir mais alimentos para comer e para vender. O programa Caritas dá aos agricultores sementes, treinamento e sistemas de irrigação como bombas motorizadas e mangueiras.

 O de entidade parceira será para uma associação que ajuda mulheres refugiadas no Líbano. Basmeh e Zeitooneh também receberá 10 000 euros. Tendo fugido da guerra devastadora na Síria, muitas mulheres refugiadas estão sozinhas com seus filhos e não têm nenhuma maneira de ganhar a vida. Basmeh e Zeitooneh executa um programa bordados e outros projetos que ajudam as mulheres a sustentar suas famílias.

 Sobre “Vozes da Fé”:

 Vozes da Fé é uma iniciativa do núcleo do Fidel Götz Foundation com sede em Liechtenstein, cujo trabalho tem como objetivo enriquecer as vidas de mulheres e meninas em todo o mundo. A Fundação apóia iniciativas diferentes dentro do Vaticano e trabalha com organizações católicas globais para desenvolver e implementar programas que produzem resultados.

Caritas Internationalis:

 É a organização oficial humanitária ao desenvolvimento da Igreja Católica, dedicada ao serviço dos pobres e promoção da caridade e justiça. A Caritas trabalha na atenção aos mais pobres, na resposta a desastres, na prestação de serviços sociais, promoção e desenvolvimento humano integral, dialogando sobre as causas da pobreza e da violência e animação de todas as pessoas de boa vontade. Inspirado pelos evangelhos e os ensinamentos católicos, os 164 membros nacionais da Caritas Internationalis procuram promover a paz entre os povos, o desenvolvimento sustentável, o direito à alimentação, migração segura, trabalho decente e boa saúde, especialmente para as pessoas que vivem com HIV e AIDS. Saiba mais em: www.caritas.org

Doroty Amaral :: Assessora de Comunicação da Cáritas Brasileira (com informações da Caritas Internationalis)

No related posts.