A Cáritas Brasileira, comemorando seus 59 anos, promove, a partir deste domingo (8), a Semana da Solidariedade. Até o dia 12, celebrando o aniversário da organização, a rede, por meio de seus/suas agentes por todo o país, empenha-se em dar visibilidade às múltiplas ações realizadas na garantia dos direitos das pessoas.

Neste ano, o evento tem o objetivo de apresentar à sociedade denúncias de violação dos direitos da juventude, fortalecendo e pautando o debate social e político em torno das violências e das possibilidades de superação dessa realidade. A mobilização para as denúncias das violências sofridas pelas juventudes deve apresentar os elementos fundamentais da vida ameaçada e exterminada.

Os índices de violência contra as juventudes crescem e, com isto, cresce o sentimento alimentado pela ideologia do terrorismo, apresentando a outra pessoa como inimiga para o seu local de moradia, o país, família, grupo ou etnia a que pertence.

Assim como, desde o bairro ou a periferia em que vive ou, então, desde os grupos dos quais participam as juventudes precisam ser conhecidas como sujeitos de direitos, e restituem nesse seu tempo, as responsabilidades coletivas que assumem como sujeitos importantes para um povo.

A Rede Cáritas, no Brasil, soma forças de solidariedades para vivenciar a Semana da Solidariedade com gestos concretos para a superação da violência. Nessa perspectiva, foram sugeridas atividades para serem trabalhadas em cada local, grupo ou comunidade onde há atuação da Cáritas Brasileira, por meio dos secretariados regionais e entidades-membro.

SUGESTÃO DE ATIVIDADES

Os jogos e esportes coletivos devem ser espaços de viver lúdico e colaborativo. Nessas práticas, pode-se experienciar a cooperação, rompendo com o individualismo, sendo também espaço para estimular a criatividade, o diálogo e apoio coletivo, confiança, mediação, resolução de problemas e o desejo de realização.

Sugestões: queimada, amarelinha, campeonatos esportivos, trilha ecológica, pique esconde, bandeirinha, garrafão, batalhas de break, vôlei, futebol feminino, pular corda, elástico, danças de roda, gincana, jogral, bete, pipa, biloca, mímica.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Cáritas Brasileira

No related posts.