Cáritas, teu rosto também é jovem

1. Somos jovens de muitos lugares

Somos Cáritas Brasileira

Trouxemos o sonho e a luta

Experiências lindas de nossa labuta

Elementos de nossa bandeira

2. Em Brasília fizemos paragem

Para um lindo encontro vivenciar

Nossos corpos revigoramos

Compromissos reafirmamos

Ocupamos nosso lugar

3. Viver o presente e pensar o futuro

Exigiu-nos fazer memória

Daquilo que já fizemos

Das muitas vidas que atendemos

Nossos mártires e nossa história

4. Sambamos na cara do capitalismo

Valorizamos a cultura e a dança

Em meio a crises sistêmicas

E práticas espúrias epidêmicas

Ousamos ter esperança

5. Para que os direitos se efetivem em políticas

Redes emancipatórias queremos ser

Diálogo e participação

Elementos dessa missão

Pela juventude que quer viver

6. Juvesol e combate a violência escolar

Testemunham nosso compromisso

Até o menino que queria ser Deus

Para trazer vida plena aos seus

Representa as marcas de nosso serviço

7. Somos Cáritas rumo ao Jubileu

60 anos a celebrar

Mas para que a festa seja plena

E estejamos todos em cena

Seu rosto jovem precisa brilhar

Quem dará conta do processo histórico?

8. Optar pela juventude

Passa por garantir seu lugar

Não só na arte esporte e diversão

Mas também nos espaços de decisão

Onde também queremos estar

9. Sonhamos com um PIAJ mais integrado

Às demais frentes institucionais

Que dialogue com as outras ações

Que participe das mediações

Que se sustente em experiências regionais

10. Atenção aos sinais dos tempos

Para não perder o bonde da história

Acolher as novas tecnologias

Instrumentos de nossos dias

Como ferramenta emancipatória

11. Daqui voltamos para as bases

Dar continuidade a ação

Mas o reencontro não tarda

Aparecida nos aguarda

No 5º congresso da missão

A juventude estará presente!

12. Ao findarmos o nosso encontro

Queremos deixar o recado

Em defesa da democracia

Não deixaremos cair a profecia!

Nenhum direito será negociado!

13. Dom Romero assim nos disse

E hoje nós repetimos:

“Ainda quando nos chamem de loucos, ainda quando nos chamem de subversivos, comunistas e todos os adjetivos que se dirigem a nós, sabemos que não fazemos nada mais do que anunciar o testemunho subversivo das bem-aventuranças, que proclamam bem-aventurados os pobres, os sedentos de justiça, os que sofrem”.

14. A partir de agora

Como disse o rap bom

O show começou

O poeta vai no flow

Na esperança resistente

A juventude grita…

 

Juventudes Cáritas – Brasília, 13 de março de 2016.

por Assessoria de Comunicação da Cáritas Brasileira.

No related posts.