A Cáritas Regional Nordeste 2 sediou, nos dias 19 e 20 deste mês, a reunião entre a Cáritas Alemã e as cinco instituições da região que integram o projeto “Redução de Violência no Espaço Escolar através do Protagonismo Juvenil no Nordeste Brasileiro”. Na ocasião, foram apresentados os resultados da auditoria referente ao triênio 2013-2015 e também discutidas os Planos de Ação de cada organização para os próximos três anos.

Segundo a coordenadora do projeto na Cáritas Regional NE2, Bibiana Santana, a oportunidade de encontrar, de forma presencial, com o financiador facilita a troca de informações, aperfeiçoando cada vez mais o que está sendo realizado. “Tivemos um resultado ótimo do último trienal, de acordo com a auditoria, e esperamos, a partir do manual e do Marco Lógico, desenvolver as iniciativas propostas para os três próximos anos, como a criação dos núcleos de mediação de conflitos, envolvendo, nesse momento, a comunidade, indo além do espaço escolar”, destacou.

Além da Cáritas Regional NE2, também atuam, cada uma em duas escolas públicas, as organizações Ruas e Praças; Grupo Adolescer, ambas em Recife (PE); Coletivo Mulher Vida, em Olinda (PE); e Serviço Pastoral do Migrante NE, em Bayeux (PB). Para a representante da Cáritas Alemã, Carolin Nagy, pôde ser percebido um avanço, a partir das ações do projeto, e, dessa forma, foi entendido que um novo trienal será importante na melhoria da relação dos estudantes com a unidade escolar e a comunidade.

Uma das referências desse novo trienal é o Marco Lógico, elaborado em março de 2015. Outro item que ajuda, nessa intervenção, é o “Violência no Espaço Escolar – uma proposta de intervenção”, manual elaborado a partir da sistematização das experiências de empoderamento e protagonismo de adolescentes e jovens que vivem em situações de vulnerabilidade social.

Esse instrumento de intervenção será lançado, na versão impressa, nesta quarta-feira (27), no auditório da Faculdade Frassinetti do Recife (Fafire), às 15h, no bairro da Boa Vista, região central da capital pernambucana.

Por Wagner Cesario | Assessoria de Comunicação da Cáritas Brasileira – Regional NE2

No related posts.