No momento em que completa 60 anos, a Cáritas Brasileira realiza um profundo processo de reflexão sobre seu caminho místico e espiritual, avaliando experiências e vivências que conformaram a trajetória histórica da entidade e seu compromisso com as pessoas em situação de vulnerabilidade social. As comemorações pelo aniversário, que é celebrado no dia 12 de novembro, e o compartilhamento dessas reflexões culminarão com a organização do V Congresso Nacional da Cáritas Brasileira (V CNCB). Com realização entre 9 a 13 de novembro de 2016 no Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, no município de Aparecida (SP), o congresso terá como tema “Cáritas: pastoralidade e transformação social” e como lema “60 anos de solidariedade libertadora”.

Os congressos da Cáritas constituem espaços ampliados para a reflexão sobre a realidade sociopoliticoeconômica do país, sobre a Igreja e, claro, sobre a própria Rede Cáritas. Nestes espaços, há ainda a definição das novas prioridades estratégicas da entidade e a celebração da caminhada construída conjuntamente. Em 2016, não será diferente. Sediado no Centro de Eventos Padre Vitor Coelho, no Santuário Nacional de Aparecida, o congresso será resultado de uma série de encontros prévios feitos em grupos, comunidades, dioceses, regionais e inter-regionais, aos quais se somou a realização de uma caravana nacional.

Todas estas atividades foram iluminadas pela imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, que tem seu jubileu de 300 anos comemorado em 2017. A imagem percorreu os regionais e as entidades membros da Cáritas Brasileira, acompanhando as caravanas territoriais, os momentos de reflexão e oração, os debates, as romarias e as manifestações realizadas nas cinco regiões do Brasil. A imagem foi entregue simbolicamente a uma comitiva da Cáritas durante missa em ação de graças pela fundação da entidade, celebrada na Basílica de Nossa Senhora Aparecida em 12 de abril deste ano.

Têm sua presença confirmada no V CNCB o cardeal Raymundo Damasceno Assis, arcebispo de Aparecida; o monsenhor José Luiz Azuaje Ayala, presidente da Cáritas América Latina e Caribe; dom Leonardo Ulrich Steiner, secretário-geral da CNBB; dom Airton José dos Santos, presidente do regional Sul 1 (São Paulo) da CNBB; Michel Roy, secretário-geral da Caritas Internationalis, e Antônio Marcio de Siqueira, prefeito de Aparecida, além de dom João José Costa, presidente da Cáritas Brasileira, e da irmã Lourdes Staudt Dill, vice-presidente. Eles/a formarão a mesa de abertura do V CNCB. Também está previsto um depoimento de dom Luiz Demétrio Valentini, que foi presidente da Cáritas por 16 anos.

A programação inclui ainda a realização de painéis de análise sobre a conjuntura socioeconômica, política e cultural do Brasil; sobre a ação da Igreja para a transformação social e sobre a própria pastoralidade da Cáritas, cuja fé se move pela libertação das pessoas excluídas da sociedade. Além disso, haverá uma procissão luminosa para marcar o projeto 10 Milhões de Estrelas e a organização da Feira de Saberes e Sabores, com exposição de produtos e artigos de empreendimentos solidários de diversas partes do país de 10 a 12 de novembro, também no centro de eventos do santuário.

Para mais informações sobre o V Congresso Nacional da Cáritas Brasileira, acesse caritas.org.br/vcncb.

Para ver a programação completa do congresso, acesse aqui.

Por Luciano Gallas / Assessoria Nacional de Comunicação

No related posts.