A Feira Nacional Saberes e Sabores da Economia Solidária leva já em seu nome o significado do que é: espaço onde empreendimentos de Economia Solidária (EcoSol), apoiados pela Cáritas Brasileira e provenientes de todas as regiões do Brasil, oferecem à população uma diversidade de sabores, com a exposição de produtos alimentícios regionais e da agricultura familiar, além de artesanatos e de vestuário, e de saberes, por meio de oficinas sobre EcoSol e apresentações culturais locais e regionais.

A feira foi aberta na manhã desta quinta-feira, dia 10, no Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, no município de Aparecida (SP), e faz parte da programação do V Congresso Nacional da Cáritas Brasileira (V CNCB). A abertura contou com cânticos regionais, declamação de um bonito cordel sobre a Economia Solidária, de autoria de Rita de Assis Costa (Cáritas de Palmeira do Índios — Alagoas), e uma ciranda animada embalada por músicas de forró.

Nas boas-vindas ao público, a vice-presidente da Cáritas, irmã Lourdes Dill, parabenizou a todos e todas que contribuíram para a organização da feira e agradeceu aos expositores presentes, tanto dos empreendimentos de EcoSol quanto dos regionais da Cáritas. Ela ressaltou a necessidade de garantir que a cada evento da Cáritas haja espaço para a realização de Feiras de Ecosol, garantindo a visibilidade desse tipo de evento. Também fez uma crítica ao governo atual, que não entende a construção histórica da Economia Solidária no Brasil e tem buscado enfraquecer as ações voltadas para o cooperativismo e o trabalho associado.

Diante desse cenário, irmã Lourdes fez um convite para que sejamos “fortes, unidos, solidários e protagonistas da continuidade do trabalho”. Aproveitou para convocar os(as) presentes para a celebração do 1º Jubileu da Feira Internacional do Cooperativismo, que ocorrerá de 12 a 15 de julho de 2018 em Santa Maria (RS), e encerrou sua fala desejando uma grande Feira Nacional Saberes e Sabores da Economia Solidária para todos e todas. E pediu ao público que repetisse a frase: “Economia é todo dia! A nossa vida não é mercadoria!”

Uma representante de um empreendimento de EcoSol acompanhado pela Cáritas no Espírito Santo, dona Maria Antônia, expressou a alegria de participar da feira e deixou uma mensagem sobre a necessidade de manter esse trabalho de resistência e de valorização da economia solidária.

Durante a feira, haverá momentos formativos, como a oficina de Sistemas de Informação de EcoSol. No local, o público também poderá conferir e adquirir, por exemplo, os artesanatos da Associação Verbo Tecer, localizada em Blumenau (SC) e formada, atualmente, por 15 mulheres e 2 homens. Dona Ieda, representante da Verbo Tecer, está na feira expondo produtos feitos de tricô, crochê e bordado, dentre outras técnicas. A visitação ao espaço da feira é gratuita e pode ser feita de 10 a 12 de novembro, das 8 às 17 horas, junto à entrada do Centro de Eventos Padre Vítor Coelho, na área do Santuário Nacional de Aparecida.

Para outras informações sobre o V Congresso Nacional da Cáritas Brasileira, durante o qual serão comemorados os 60 anos da entidade, acesse aqui.

Por Rede de Comunicadores e Comunicadoras da Cáritas Brasileira
Reportagem: Iasmin Santana
Fotos: Joseanair Hermes

No related posts.