A Cáritas Diocesana de Pesqueira realizou a III Assembleia Geral Ordinária no Centro Pastoral Dom Helder, na última sexta-feira, dia 18 de novembro. Estiveram presentes a equipe da Cáritas Diocesana, sua diretoria-executiva e o conselho fiscal, além das representações das seis Cáritas paroquiais e da Cáritas Interparoquial que compõem a diocese, de uma sétima Cáritas paroquial que está em processo de formação, dos grupos de mulheres acompanhados e de prefeituras da região de Pesqueira (PE).

O dia iniciou com acolhida e café da manhã para os participantes. Em seguida, foram apresentadas algumas fotos de ações dos últimos três anos, acompanhadas pelo hino dos 60 anos da Cáritas Brasileira — você pode ouví-lo aqui. E para animar ainda mais o momento, os agentes Cáritas prepararam uma dinâmica de integração, dançando uma ciranda com todos que estavam presentes. Ao final, para abençoar a assembleia, ocorreu a entrada simbólica da imagem de Nossa Senhora Aparecida, ao som da voz de dom Helder Camara recitando o poema-oração Mariama — você pode lê-lo aqui.

Após a abertura oficial da assembleia, foi formado o painel “Agentes Cáritas na transformação social”, conduzido pelo padre Luiz Benevaldo. Para compor a mesa, foram convidados os/as agentes Cáritas Manoel Sátiro, de Venturosa, irmã Aparecida Mácoris, de Tupanatinga, e Lucicleide, de Buíque. “Estou muito feliz em estar aqui hoje, mas, principalmente, por saber que faço parte desse trabalho que transforma a vida de tantas pessoas. Que juntos possamos fazer mais e mais. Muitíssimo obrigada!”, agradeceu Lucicleide. Padre Benevaldo também agradeceu por fazer parte da caminhada da Cáritas durante todos esses anos, e expressou sua alegria em contar com uma Cáritas na Paróquia São Félix de Cantalice, em Buíque.

Ainda pela manhã, foi realizada uma celebração eucarística, presidida pelo assistente eclesiástico da Cáritas Diocesana, padre Fábio Pereira, junto ao padre Benevaldo. “Durante essa assembleia, é importantíssimo termos uma celebração eucarística por três motivos. Primeiro, para ouvirmos a Palavra do Senhor. Segundo, porque a Cáritas, ou seja, nós, fazemos parte da Igreja. E terceiro, para celebrar a nossa caminhada durante esses anos. Juntos, agora, vamos dizer a Deus que atendemos ao seu chamado de estar junto com os mais necessitados”, enfatizou a secretária-executiva da Cáritas Diocesana, Neilda Pereira.

Em sua homilia, padre Fábio destacou a importância de vivenciarmos o Evangelho de Jesus Cristo, enquanto missionários e agentes Cáritas, por meio da humildade, solidariedade e amor ao próximo. Findando a celebração, cada Cáritas Paroquial construiu a sua linha do tempo com o uso de fotos e demais registros de memória. Os grupos de mulheres e a Cáritas Diocesana também participaram dessa construção.

Após o almoço, a programação seguiu com a divisão das pessoas presentes em dois grupos. O primeiro se deslocou à Comunidade Quilombola Negro do Osso, em Pesqueira. Deste modo, os participantes  tiveram a oportunidade de conhecer a realidade das diversas famílias que moram naquela localidade a partir dos relatos feitos pelas próprias pessoas. Juntos, também realizaram uma corrente de oração.

Já o segundo grupo participou das deliberações da Assembleia Geral Ordinária, com a participação de três associados de cada Cáritas Paroquial e Interparoquial, mais a diretoria-executiva da Cáritas Diocesana. A assembleia se dedicou a quatro tarefas principais: avaliar as ações desenvolvidas pela diretoria-executiva no período entre novembro de 2013 e novembro de 2016; deliberar sobre as novas associações; eleger e dar posse à nova diretoria-executiva, cuja gestão se desenvolverá entre 2017 e 2019; apreciar outros temas gerais de interesse da Cáritas Diocesana de Pesqueira.

Por unanimidade, a assembleia reconduziu a atual diretoria-executiva e o atual conselho fiscal ao exercício de suas funções, apenas com a inclusão nas chapas do conselheiro fiscal suplente Paulo Ferreira, agente da Cáritas Paroquial Cônego Emanoel Vasconcelos, da cidade da Pedra. No encerramento da assembleia, dois pontos foram destacados para as ações do próximo período: a realização de mais intercâmbios entre as Cáritas Paroquiais e Interparoquial e o estabelecimento como meta de que todas as paróquias no âmbito diocesano possam contar com Cáritas Paroquiais ou Interparoquiais até o centenário da Diocese de Pesqueira, a ser comemorado em 2018.

Por Rosanny Barreto / Núcleo de Comunicação da Cáritas Diocesana de Pesqueira – PE
Edição: Luciano Gallas / Assessoria Nacional de Comunicação da Cáritas Brasileira
Fotos: Rosanny Barreto

No related posts.