A Cáritas Brasileira Regional Nordeste 2 lançou, no dia 28 de abril, no Centro de Treinamento Diocesano, em Patos (PB), o Projeto Moradia Urbana com Tecnologia Social (MUTS), financiado pela Fundação Banco do Brasil. A comunidade escolhida para implantar as ações foi o Residencial Itatiunga e vai contemplar 770 famílias. A ação será coordenada pelo agente Cáritas, Victor Hugo Balladares, e contará com o apoio de voluntários e voluntárias da região.

Depois de acolher as pessoas que estavam presentes no lançamento, que ocorreu durante o Seminário de Apresentação e Validação dos Planos de Gestão Participativa, de Negócios e Contábil do Projeto Cataforte 3, o secretário regional da Cáritas Nordeste 2, Angelo Zanré, passou a palavra para o coordenador do Programa de Promoção e Ação Comunitária (PROPAC), ligado à Ação Social Diocesana de Patos, Irenaldo Pereira, que falou dos resultados que o projeto trará para a vida dos patoenses e também da importância do trabalho em rede.

Na ocasião, Victor Hugo fez uma apresentação do Projeto, a partir de uma mostra de fotos com ações realizadas nos municípios de Campina Grande (PB) e em Petrolina (PE), que também foram contemplados com o MUTS. De acordo com o coordenador, muito mais do que validar o direito à moradia, o projeto tem por objetivo a busca pela qualidade de vida dos moradores. “As tecnologias sociais visam estimular a convivência comunitária, seja através de uma biblioteca, de uma horta orgânica ou de outro espaço. Assim como a construção de uma casa não caracteriza, em si, um lar, assim também é a comunidade. Por meio desses laços, que são criados através do trabalho em conjunto, será possível formar uma “Comunidade doce comunidade”, comparou.

Para realizar o projeto, será formado um Grupo de Acompanhamento Local, que é composto por representantes do Banco do Brasil, de moradores que serão contemplados, por instituições locais, que irão executar a ação, e pelo poder público. O prazo para a conclusão será de dez meses.

O PROJETO – O Moradia Urbana com Tecnologia Social surgiu como uma estratégia para maximizar as ações do Trabalho Social, que faz parte do Programa Minha Casa, Minha Vida, ligado ao Governo Federal. Em todo o Brasil, o MUTS já totaliza 124 empreendimentos, que estão presentes em 84 municípios, distribuídos em 22 estados.

Por Lidiane Santos | Assessoria de Comunicação do Regional NE2

No related posts.